– O que é a Bibliotrónica Portuguesa?

É um site onde se dá acesso gratuito a livros eletrónicos (e-books) em português europeu: reedições de livros anteriormente publicados em papel mas que são já de difícil acesso; originais inéditos e editados de propósito para publicação na Bibliotrónica Portuguesa; e livros disponíveis noutros sites, através de um índice com hiperligações.

– Quem se responsabiliza pelas reedições e pela atualização do índice?

Os alunos da disciplina de Edição de Textos, da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, e outros voluntários com preparação suficiente para executarem uma reedição.

– Porque se chama Bibliotrónica?

Porque se pretende que seja uma biblioteca de livros eletrónicos (e-books), a que chamamos “livrónicos”. Ou seja, resulta da aglutinação das palavras “Biblioteca” e “eletrónica”: Bibliotrónica.

– Para que serve a Bibliotrónica Portuguesa?

– Do ponto de vista do leitor, serve para aceder gratuitamente a livros que já só se encontram em algumas bibliotecas ou na Internet, mas em fotografias “pesadas”, que impedem buscas e às vezes dificultam a leitura. Serve também para conhecer gratuitamente novos autores que queiram mostrar os seus trabalhos antes mesmo de entrarem no circuito comercial. E ainda serve para encontrar livros eletrónicos que, embora estejam disponíveis na Internet, nem sempre são indicados pelos motores de busca. Do ponto de vista dos editores, serve para aprender a preparar edições de qualidade, e para mostrar o trabalho de novos autores em que decidam apostar, antes de os levarem para o circuito comercial. Do ponto de vista dos autores, serve para encontrarem editores com conhecimento especializado que os acompanhem na publicação das suas obras. E serve para partilharem trabalhos de valor que, por alguma razão, o circuito comercial ainda não queira ou já não queira acolher. De todos os pontos de vista: para reforçar a presença da língua portuguesa europeia na Internet.

– Como se utiliza a Bibliotrónica Portuguesa?

Para utilizar basta ter uma ligação à Internet e abrir as hiperligações disponíveis. Todas as reedições e edições de originais estão disponíveis em PDF e adaptam-se, portanto, facilmente a qualquer dispositivo de leitura.

– Posso sugerir títulos para reedição?

Com certeza; todas as sugestões são bem-vindas. Basta enviar uma mensagem de e-mail para a Bibliotrónica Portuguesa fundamentando a sugestão. É importante ter em atenção que a Bibliotrónica Portuguesa respeita os direitos de autor e não publicará nada que possa ofendê-los.

– O que pode ser publicado na Bibliotrónica Portuguesa?

Qualquer texto cujo autor tenha morrido há mais de 70 anos e que esteja, portanto, em domínio público. Qualquer texto cujos direitos de autor sejam cedidos à Bibliotrónica Portuguesa.

– Como é que eu posso publicar na Bibliotrónica Portuguesa?

Se é um autor, deve contactar um dos nossos editores credenciados, à sua escolha, apresentar-se e apresentar-lhe o seu projeto. Se é um editor, deve enviar-nos uma mensagem de e-mail indicando a sua formação e experiência de edição, assim como deve também apresentar as suas expetativas em relação à Bibliotrónica Portuguesa.

– Que significa o número abaixo da data, na capa dos livrónicos?

Um livro eletrónico corrige-se muito facilmente. O que é bom, porque permite o aperfeiçoamento contínuo. Mas também levanta dificuldades à referenciação: uma pessoa que veja citado um livrónico pode não encontrar no mesmo sítio aquilo que viu citado. Desta forma, sempre que um livrónico é alterado, altera-se também o número na capa e ninguém se perde.

– Como posso procurar um livro no índice sem ter de o percorrer todo?

Basta fazer uma busca automática. “Ctrl+l” (para software em português) ou “ctrl+f” (para software em inglês) abre uma janela de pesquisa, onde se escreve uma qualquer palavra do nome do autor ou do título.

– Que critérios usa a Bibliotrónica Portuguesa para publicar um original?

A direção da Bibliotrónica Portuguesa gostaria de que este espaço fosse usado para a experimentação literária e para a exposição científica, que encontram mais resistência no circuito comercial. Mas não impõe critérios de seleção aos editores, que farão as escolhas de títulos e autores, de acordo com as estratégias definidas por cada um.

– Que critérios usa a Bibliotrónica Portuguesa nas reedições?

Os critérios são essencialmente dois: o respeito pelos direitos de autor e o interesse previsível para um conjunto significativo de leitores.

– A Bibliotrónica Portuguesa aceita doações, por exemplo, de direitos de autor, de trabalho, de recursos financeiros ou de livros em papel para reedição?

Sim, com certeza, depois de ponderadas de forma responsável todas as implicações. Envie-nos uma mensagem de e-mail com a sua proposta. E muito obrigada.